Imposto de Renda

Calculadora de Imposto de Renda ambulante: aprenda a calcular seu I.R. de Bolsa

Alice Porto 18.03.2021 3 minutos de leitura
Calculadora de Imposto de Renda ambulante: aprenda a calcular seu I.R. de Bolsa

Se você é um investidor de Bolsa raiz, sabe que a calculadora de Imposto de Renda não é 100% confiável. Por que pagar uma calculadora quando você mesmo pode ser uma? 

Fazer seu próprio cálculo de Imposto de Renda não é tão difícil, só é detalhado. Às vezes, por medo de errar ou falta de tempo, acabamos optando por soluções mais fáceis, como uma calculadora de Imposto de Renda. Mas a partir de hoje isso não será necessário.

Como se tornar uma calculadora de Imposto de Renda ambulante? 

Para descomplicar o mito dos cálculos na Bolsa de Valores, fiz uma listinha de sete passos para você entender como calcular o Imposto de Renda, dividida em três partes.

Mas antes de seguir com o nosso passo a passo, vale lembrar: para iniciar seus cálculos, você deve esperar o mês encerrar e juntar todas as suas notas de corretagem e extratos, porque é através desses documentos que você vai chegar nos seus resultados. 

Compras

  1. Custo de aquisição – o primeiro passo é encontrar o custo total das suas compras. Para isso basta somar o valor que pagou na movimentação ao das taxas descontadas nas suas notas de corretagem;
  2. Média ponderada – se comprou o mesmo título mais de uma vez, calcula o custo de aquisição de cada uma das compras e encontra a média ponderada entre elas;
  3. Rateio das taxas – se comprou títulos diferentes na mesma nota, basta dividir proporcionalmente as taxas entre esses títulos; 

Vendas

  1. Venda líquida – para encontrar o valor real da sua venda, abate as taxas  descontadas na nota de corretagem no valor líquido da venda;

Resultados

  1. Cálculo final – agora que você já tem seu custo e sua venda, é só subtrair o custo de aquisição da sua venda líquida para chegar no resultado total do mês.
  2. Compensação dos prejuízos – pega os prejuízos dos meses anteriores e compensa nos resultado bruto que você encontrou no passo cinco. Atenção: swing trade só compensa com swing trade, day trade com day trade e FII’s com FII’s, seguindo a regra do bonecão do posto.
Bonecão de posto da calculadora de Imposto de Renda

Finalizei meu cálculo de Imposto de Renda. E agora? 

Agora que você finalizou seus cálculos, imagino que tenha encontrado dois possíveis resultados: prejuízo ou lucro. 

No caso do prejuízo você separa e deixa anotadinho, assim vai poder abater nos montes de lucros que vai ter no futuro. 

Já no caso do lucro, antes de sair emitindo sua DARF, você precisa se atentar a dois fatores:

  • movimentou menos de R$20mil no mês? Se sua resposta for positiva, você está isento de I.R. referente apenas à venda de ações e  ouro no swing trade;
  • teve lucro tributável acumulado? Ou seja, compensando todos os seus prejuízos dos meses anteriores, continua no lucro? Se sim, boa! Isso significa que você tem lucro tributável.

Mas calma, antes de sair pagando seus impostos, vale lembrar: a alíquota para day trade e FII’s é de 20% e para swing trade é de 15%.

Depois de ter a alíquota aplicada, desconte todos os IRRF’s acumulados que foram automaticamente descontados pela sua corretora ao longo do mês.

Agora sim! Pode já pagar sua DARF!

Fechou? Agora está liberado pagar seu troféu de investidor!  

Contadora da Bolsa nadando em dinheiro depois de se tornar uma calculadora de Imposto de Renda ambulante

Por que é importante saber como calcular o IR?

Parabéns! Você se tornou uma calculadora de Imposto de Renda ambulante. Então resta saber: por que é importante calcular o IR da Bolsa de Valores?

Quando você se torna investidor, é automaticamente obrigado a entregar a Declaração Anual. Ter os cálculos em mãos é fundamental para entregar sua declaração com os dados corretos e, portanto, se livrar de problemas com o leão da Receita Federal.

Além disso, investidor de Bolsa gosta mesmo é de lucrar, né? E como saber se está lucrando sem fazer os cálculos?

Agora que você sabe como calcular o Imposto de Renda, é só partir pro abraço e ficar legal com o leão da Receita Federal. 

Mas é claro, se você está sem tempo para fazer seus próprios cálculos, eu tenho a solução! Meu time de especialistas resolve seu I.R. e você fica livre do leão de vez! Só não vale contratar uma calculadora de Imposto de Renda, hein!

Alice Porto
Alice Porto Contadora da Bolsa
Alice Porto é graduada em Ciências Contábeis pela PUC Minas e tem 25 anos de experiência em gestão empresarial. Especializada em contabilidade para investidores da Bolsa de Valores, ela é fundadora do canal @contadoradabolsa e autora do livro "101 Perguntas e Respostas Sobre Tributação em Renda Variável".

Leia também