Imposto de Renda

Calcular Imposto de Renda: como e por quê?

Alice Porto 08.03.2021 3 minutos de leitura
Calcular Imposto de Renda: como e por quê?

Se você fez alguma movimentação na Bolsa de Valores, não tem jeito: precisa calcular suas operações e declarar seus investimentos. Calcular Imposto de Renda é o primeiro passo para deixar a casa em ordem e ficar em dia com o leão da Receita Federal. 

Então, fica comigo até o final, porque nesse artigo vou te ensinar tudo o que você precisa saber sobre o cálculo de Imposto de Renda na Bolsa de Valores. Calcular Imposto de Renda não precisa ser um bicho de sete cabeças e eu estou aqui pra te provar isso.

Alice Porto abraça o leão da Receita Federal para mostrar como calcular o Imposto de Renda


Por que calcular Imposto de Renda? 

Se movimentou R$1,00 na Bolsa, já precisa entregar declaração anual informando os resultados das suas movimentações de Bolsa. Seja as ações que estavam na sua carteira na virada do ano, lucro ou prejuízo, pode acreditar: o leão da Receita Federal vai querer saber.

Além disso, se você não calcular, pode acabar deixando passar uma das maiores obrigações tributárias do investidor: a DARF. E se deixar a DARF atrasar, já sabe né? Vai ter juros e multa pra pagar.

Mas evitar esses problemas todos é simples: é só manter os cálculos em dia. Então, se você não sabe como calcular Imposto de Renda, vem comigo que eu te explico. 

Como calcular o Imposto de Renda?

Calcular Imposto de Renda não é difícil, só é detalhado. Por isso, preparei um passo a passo em oito etapas, divididas em compras e vendas, pra você saber como calcular o IR sem medo, então bora lá!

8 passos para calcular o Imposto de Renda

Como calcular IR nas compras

  1. Calcula o seu custo de aquisição – Comprou na Bolsa? Já calcula o custo de aquisição. É só somar o valor da compra ao das taxas que vem na sua nota de corretagem;

  1. Faz a média ponderada – Comprou de novo e é a mesma ação? Calcula o custo de aquisição de cada uma dessas compras e faz a média ponderada entre elas;

  1. Rateia o valor das taxas – “Mas eu comprei mais de um título na mesma nota! E agora?”. É só ratear o valor das taxas entre os títulos, de forma proporcional. 

Por exemplo: Se você comprou um título por R$1000,00 e o outro por R$500,00, e o total das taxas é de R$15,00, você aloca R$10,00 na movimentação de R$1000,00 e R$5,00 na movimentação de R$500,00. 

Eita, ficou complicado entender? Abaixo tem um vídeo que explica esse rateio das taxas no mínimos detalhes.  

Calcular IR nas vendas

  1. Abate as taxas – Vendeu na Bolsa? Então abate o valor nas taxas informadas na sua nota de corretagem, assim você chega no resultado da sua venda líquida;

  1. Abate a venda líquida – Você já tem o seu custo de aquisição e a sua venda líquida, certo? Agora é só abater um no outro pra chegar no seu resultado final do mês, que pode ser lucro ou prejuízo;

  1. Faz o passo 5 um por um  – “Como assim um por um, Contadora?”. Os cálculos precisam ser feitos por tipo de operação: swing trade, day trade e FII’s. Então depois de ter calculado o custo de aquisição e a venda líquida de cada um deles, abate os resultados individualmente;

  1. Compensa os prejuízos dos meses anteriores – Se os resultados do seu passo 6 foram positivos e você lucrou, parabéns! Agora pega os prejuízos acumulados dos meses anteriores e compensa nos lucros seguindo a regra do bonecão do posto;

  2. Aplica a alíquota – 20% para day trade, 15% para swing trade e 20% para FII’s;

  1. GERA A DARF UHUL – Calculou tudo, abateu os prejuízos e seus vendas não se enquadram na regra de isenção dos 20k? Agora é só partir pro abraço e gerar o seu troféu de investidor: a DARF! 

Viu? Calcular Imposto de Renda não é tão difícil! Tendo tudo calculado, você deixa sua vida tributária em ordem e o leão da Receita Federal domado! Bom demais, né? Mais fácil do que isso, é só contar com um time de especialistas que resolve tudo para você.

Alice Porto
Alice Porto Contadora da Bolsa
Alice Porto é graduada em Ciências Contábeis pela PUC Minas e tem 25 anos de experiência em gestão empresarial. Especializada em contabilidade para investidores da Bolsa de Valores, ela é fundadora do canal @contadoradabolsa e autora do livro "101 Perguntas e Respostas Sobre Tributação em Renda Variável".

Leia também