Imposto de Renda

Como calcular venda de ações: tudo que o investidor de Bolsa precisa saber

Alice Porto 13.07.2021 4 minutos de leitura
Como calcular venda de ações: tudo que o investidor de Bolsa precisa saber

Comprou e vendeu ações? Ainda que tenha sido apenas uma, você deve calcular, investidor. Saber como calcular a venda de ações é fundamental para gerenciar seus investimentos e prestar contas ao leão da Receita Federal.

A Bolsa de Valores não é brincadeira. Se você quer ganhar dinheiro, precisa calcular seus resultados mensalmente. Para aprender como calcular venda de ações, vem comigo nesse artigo que eu te ensino! 

O que são ações?

As ações são uma fração, uma fatia, um pedacinho, do capital social de uma empresa, negociadas na Bolsa de Valores através de corretoras.

Se a empresa na qual você decide investir fosse uma torta, você estaria comprando uma fatia do doce quando compra ações. Clareou? 

Investir em ações é como se tornar sócio de um negócio: você pode ganhar ou perder, de acordo com os lucros e prejuízos da empresa. Mas a diferença das ações é que para obter ou se desfazer de seus “pedacinhos” da empresa, a negociação é muito mais fácil e prática. 

Importância do cálculo da venda de ações 

O cálculo de IR é fundamental para que você, investidor, gerencie suas movimentações e fique em dia com o leão. Afinal, é só através dos cálculos que você será capaz de administrar seus investimentos e chegar nos seus resultados. 

Como saber se lucrou ou perdeu no mês sem calcular seu resultado? E mais: se você não tiver seus cálculos em mãos, como vai deixar o leão informado quanto às suas movimentações quando chegar a época de entregar a Declaração Anual? 

Leão com binóculo esperando você aprender a como calcular venda de ações.

É isso mesmo, investidor! O leão quer saber de toda a sua variação patrimonial. Ou seja, se investiu R$1,00 na Bolsa, precisa calcular e declarar. A Receita Federal está de olho, e se você não calcular e informar suas movimentações direitinho, ela pode até bloquear seu CPF. 

Como calcular venda de ações?

Não precisa se desesperar. Se você fizer seus cálculos direitinho e informar tudo na sua Declaração Anual, a Receita não vai pegar no seu pé.

A tributação de Bolsa não é difícil, só é detalhada, e para cada passo eu estou aqui para te ajudar. Por isso separei um passo a passo para você calcular o resultado da sua venda de ações sem medo de errar: 

  1. Antes de mais nada, você deve encontrar seu custo de aquisição. Para isso, basta somar o valor das compras de ações ao das total das taxas descontadas na nota de  corretagem;
  1. Se tiver comprado a mesma ação mais de uma vez, é só encontrar o custo de aquisição de cada compra e fazer a média ponderada entre eles;
  1. Se tiver duas ou mais ações diferentes na mesma nota, você deve ratear as taxas sobre elas proporcionalmente;
  1. Depois, você deve encontrar sua venda líquida, subtraindo do valor da venda bruta o total das taxas descontadas na nota de corretagem;
  1. Por fim, para achar o resultado do mês, você deve subtrair  da venda líquida o custo de aquisição;

E pronto! O resultado das suas vendas está em mãos. Agora, se você quer calcular seu IR, é só seguir para os próximos passos:

  1. Tem prejuízo acumulado de meses anteriores? Abate no resultado do mês, seguindo a regra do bonecão do posto. Você encontrará três possíveis resultados:

Resultados da venda de ações

  • prejuízo – nesse caso, você deve anotar o preju e informar na sua Declaração Anual, para poder compensar nos montes de lucro que vai ter no futuro;
  • lucro isento – se você se enquadra na regra dos 20k, parabéns! Isso quer dizer que, apesar de ter lucrado, você não tem I.R. para pagar! 
  • lucro tributável – boa! Isso quer dizer que você tem DARF. Para agarrar o seu troféu de investidor, você deve aplicar a alíquota sobre o seu resultado do mês (15% para swing trade, 20% para day trade e 20% para FIIs), descontar o IRRF, e realizar o pagamento!
como calcular venda de ações

Venda de ações abaixo de 20 mil: conheça a isenção 

Você já deve ter ouvido falar na tal isenção dos 20k. Ela é o mel de todo investidor. Mas calma, apressadinho! Antes de sair embolsando seu lucro sem pagar DARF, dá uma olhada nessas regrinhas e vê se você se encaixa nelas.

A isenção dos 20k só vale se:

  • os títulos negociados forem ações ou ouro;
  • o tipo de operação for swing trade;
  • a ordem de operação for comprou/vendeu;
  • o total de vendas no mês for inferior a R$20.000,00.

Fez venda de ações abaixo de 20 mil e se encaixa em todos esses requisitos? Então parabéns, você está isento de IR! 

Já sabe como calcular venda de ações? Então pode se jogar e lucrar muito, investidor! E se precisar de ajuda com seus cálculos, minha equipe pode te ajudar

Alice Porto
Alice Porto Contadora da Bolsa
Alice Porto é graduada em Ciências Contábeis pela PUC Minas e tem 25 anos de experiência em gestão empresarial. Especializada em contabilidade para investidores da Bolsa de Valores, ela é fundadora do canal @contadoradabolsa e autora do livro "101 Perguntas e Respostas Sobre Tributação em Renda Variável".

Leia também