Imposto de Renda

Day trade para iniciantes: tudo sobre a tributação, para você que está começando na Bolsa

Alice Porto 06.08.2021 3 minutos de leitura
Day trade para iniciantes: tudo sobre a tributação, para você que está começando na Bolsa

Se você vai começar ou começou recentemente sua jornada como trader, tenho uma dica de ouro para te dar: day trade para iniciantes não tem a ver apenas com dominar o mercado. Se você quiser prosperar, vai ter que dominar a tributação dos seus investimentos também.

Além de saber tudo sobre a Renda Variável e as melhores maneiras de gerenciar suas movimentações, é preciso saber quais são suas obrigações fiscais. Assim, você evita problemas com a Receita Federal e evita dores de cabeça. É, investidor… Day trade para iniciantes não é brincadeira.

Se você está começando agora e não sabe bem para onde ir, acabou de encontrar uma solução, porque além de te dar o caminho das pedras, vou também te oferecer um presente gratuito para você sair dessa ileso! Bora? 

O que é day trade?

Day trade é um dos muitos tipos de investimentos da Bolsa de Valores e significa “negociação do dia”.

O nome se dá por causa do estilo da operação: ela é bem rapidinha, feita num mesmo dia, através de um mesmo CPF.

Quer saber se é um trader? Então analisa:

  • Operou compra e venda ou venda e compra na mesma data do pregão?
  • Foi a mesma ação?
  • Através de um mesmo CPF?
  • Pela mesma corretora?

Se sua resposta para todas as perguntas foi “sim”, então muito bem! Você operou no day trade. 

Quais são as principais obrigações de um trader? 

Ainda que seja um tipo operação rápido, o day trade não passa despercebido aos olhos do leão. Acredite: ele está sempre de olho, querendo saber de toda a sua variação patrimonial. 

Receita Federal de olho no seu day trade para iniciantes

Para não ser pego pela Receita Federal e, assim, evitar multas e juros, malha fina e CPF bloqueado, você deve: 

Fazendo tudo isso, você mantém a paz com o leão e evita as burocracias típicas de quem é pego pela Receita. 

Deixando de cumprir com suas obrigações, investidor, além de correr sérios riscos por causa do CPF bloqueado, você rasga muito dinheiro. E você tá na Bolsa para lucrar, certo?

Como calcular DARF day trade?

O imposto sobre day trade, assim como nos outros tipos de operação, não é difícil, só é detalhado. E para cada passo eu estou aqui para te ajudar. 

Para não ter erro, vou ensinar tim tim por tim tim como você pode calcular seu imposto de renda para day trade. Para isso, separei para você um passo a passo:

Vendas e compras:

1º Antes de mais nada, você deve encontrar seu custo de aquisição. Para isso, basta somar o valor das compras  ao valor das taxas descontadas nas notas de corretagem.

2º Em seguida, para encontrar sua venda líquida, basta subtrair do valor  das vendas as taxas descontadas na nota de corretagem.

Para clarear: nas compras, soma as taxas. Nas vendas, abate as taxas. Tudo certo até aqui? 

3º Agora, tendo o custo de aquisição e a venda líquida em mãos, basta subtrair o primeiro do segundo para chegar ao seu resultado. 

Resultado:

4º Para fechar, você deve compensar seus prejuízos de day trade dos meses anteriores, seguindo a regra do bonecão do posto, para então, finalmente, encontrar seu resultado final:

  • Fechou no preju? Não precisa chorar! É só anotar para compensar nos montes de lucros que você vai ter nos meses seguintes;
  • Deu lucro? É gol? Boa! Então tem DARF para pagar e troféu do investidor para agarrar. Falta só aplicar a alíquota de 20% para day trade e compensar todos os IRRF’s acumulados.

Agora é só se jogar no seu mar de lucro e ser feliz!

Alice se jogando no mar de lucro do day trade para iniciantes

Deu nó na massa encefálica aí? Entendeu nada? Não tem problema. Lembra que eu te falei lá no início do artigo que separei um presente para você? Então se liga nesse vídeo que ensina tudo sobre o cálculo da DARF em 10 passos:

Viu? Day trade para iniciantes não é esse bicho de sete cabeças. Mas vai com calma! Pois na Renda Variável, todo o cuidado com a tributação é pouco. Agora, se você quiser focar apenas nos seus investimentos e deixar a parte de tributação comigo, eu e meu time podemos resolver todo o seu IR de Bolsa para você. Bora? 

Alice Porto
Alice Porto Contadora da Bolsa
Alice Porto é graduada em Ciências Contábeis pela PUC Minas e tem 25 anos de experiência em gestão empresarial. Especializada em contabilidade para investidores da Bolsa de Valores, ela é fundadora do canal @contadoradabolsa e autora do livro "101 Perguntas e Respostas Sobre Tributação em Renda Variável".

Leia também