Imposto de Renda

IR sobre ações: você conhece a tributação na Renda Variável?

Alice Porto 05.08.2021 4 minutos de leitura
IR sobre ações: você conhece a tributação na Renda Variável?

Se você quer lucrar na Bolsa com ações, precisa saber: conhecer o IR sobre ações é fundamental, afinal, não basta ser bom somente na análise do mercado da Renda Variável. Além disso, você também precisa conhecer bem suas obrigações fiscais como investidor.

Saber calcular o IR sobre ações é obrigatório para ser um investidor de sucesso. E mais: pagar Imposto de Renda é motivo de comemoração, afinal, só paga quem está lucrando com suas ações, certo? 

Se você acompanha os meus artigo por aqui, sabe que a DARF, guia através da qual você deve pagar o IR, é o verdadeiro troféu do investidor. Pagou DARF? Então pode estourar o champagne, porque você está no caminho certo! 

O assunto não é diferente quando falamos de ações. Separa caneta e papel e lê esse artigo até o final, para aprender tudo sobre o cálculo de IR e, assim, saber se pode estourar seu champagne no final do mês. 

O que é IR sobre ações?

IR é abreviação para Imposto de Renda, que é um tributo pago à Receita Federal por todos os contribuintes desse Brasilzão. 

Se você investe na Bolsa e lucra, se torna automaticamente um contribuinte. Ou seja: não dá para fugir, meu amigo investidor. Calculou suas movimentações e deu lucro tributável? Então prepara sua DARF e se joga nesse troféu. 

Se você lucrar com suas ações e postergar ou simplesmente não fazer o pagamento da DARF, vai por mim, o leão vai te pegar e você vai se lascar. 

O que acontece se eu não pagar meu Imposto sobre ações?

Como já falamos por aqui, pagar Imposto de Renda quando lucrar na Bolsa de Valores é obrigação fiscal de todo investidor.

O leão da Receita Federal está sempre de olho nas suas movimentações e nada fica oculto aos olhos dele. Por isso é tão importante saber como calcular IR sobre ações e, assim, ficar na paz com o danado do bichano.

Caso você decida ignorar essa obrigação, corre sérios riscos de ser abocanhado. E pode acreditar, essa mordida não sai barata. Se você deixa de pagar IR:

  • tem que pagar multas e juros;
  • corre o risco de cair na malha fina;
  • e pior: pode ter o CPF bloqueado.

Investidor que é investidor entra na Bolsa de Valores para lucrar. Mas só lucra quem cuida da própria tributação e fica amigo do leão, então abre o olho investidor, porque quem não paga IR e cumpre com suas obrigações, só rasga dinheiro.

Alice Porto de boa com o leão depois de pagar IR sobre ações

Mas calma, eu sei que nem todo mundo tem tempo para se dedicar à tributação de Bolsa, por isso vou te ajudar: se você quer se dedicar aos seus investimentos sem se preocupar com essas burocracias todas, corre aqui. Eu e meu time vamos resolver todo o seu IR de Bolsa para você! 

Como calcular o IR sobre ações? 

Apesar do medo que o leão dá, o cálculo de Imposto de Renda não é esse bicho de sete cabeças. Dá uma olhada:

Comprou?

Encontra o custo de aquisição, somando o valor das compras ao das taxas.

Se comprar a mesma ação mais de uma vez, é só encontrar o custo de aquisição de cada compra e fazer a média ponderada entre eles.

Vendeu?  

Então subtrai as taxas do valor da venda, para encontrar o valor líquido da sua venda.

Resultado do IR sobre ações:

Por fim, para encontrar seu resultado líquido, é só subtrair o valor do da venda líquida do custo de aquisição.

Abate o prejuízo do mês corrente e o acumulado dos meses anteriores e… Rufem os tambores: tudo pronto para analisar seu resultado! 

  • Deu lucro tributável? Aí sim! Então aplica a alíquota – 20% para day trade e 15% para FIIs.

Antes de agarrar esse troféu do investidor, a DARF, abate todos os IRRF’s descontados nas suas notas de corretagem.

Viu? Encontrar seu Imposto de Renda sobre ações é facinho! Basta se dedicar. Se quiser uma forcinha extra, meu time pode resolver seu IR para você.

Agora, se a leitura não é o seu forte e esse artigo já cansou sua vista, eu tenho uma solução para você também! Nesse vídeo eu te ensino tudo o que você precisa saber sobre o cálculo da DARF em 10 passos! Aproveita:

Isenção de Imposto de Renda para ações

É verdade, investidor: existe isenção de IR para ações. Mas atenção! Ela é a exceção, então tome bastante cuidado. 

Você só está isento de pagar Imposto de Renda, mesmo lucrando com suas ações e/ou ouro, quando:

  • vende menos de 20k no mês;
  • a movimentação foi feita no Swing Trade;
  • na ordem comprou/vendeu.

Se encaixa nesses três pontos? Então parabéns, você está isento de IR e já pode se lambuzar nesse mel de investidor. Bom demais, hein sô?

Alice Porto se lambuzando com o mel do investidor: a isenção de IR sobre ações

Chegou ao final desse artigo morrendo de preguiça de calcular seu IR sobre ações? Está sem tempo? Com medo de errar? Fica tranquilo, porque meu time especializado em tributação resolve todo o seu IR de Bolsa para você. Bora?

Alice Porto
Alice Porto Contadora da Bolsa
Alice Porto é graduada em Ciências Contábeis pela PUC Minas e tem 25 anos de experiência em gestão empresarial. Especializada em contabilidade para investidores da Bolsa de Valores, ela é fundadora do canal @contadoradabolsa e autora do livro "101 Perguntas e Respostas Sobre Tributação em Renda Variável".

Leia também