Declaração Anual

Malha fina e a Bolsa de Valores: como se livrar dessa?

Alice Porto 03.08.2021 3 minutos de leitura
Malha fina e a Bolsa de Valores: como se livrar dessa?

Se tem uma coisa que eu não desejo para você, investidor de Bolsa, é ser pego pela Receita Federal. Cair na malha fina é ter o patrimônio fiscalizado pela Receita Federal, e eu sei que você e ninguém quer passar por isso.

A malha fina, peneira da Receita Federal, sai catando investidor que não informa seus investimentos de bolsa na Declaração Anual ou informam incorretamente. Para se livrar dela, você precisa cumprir com suas obrigações tributárias.

É como eu sempre digo: o único caminho que leva ao lucro na Bolsa de Valores, é o da tributação responsável. Então simbora comigo nessa jornada!

O que é malha fina? 

A malha fina é como uma grande peneira da Receita Federal: as Declarações Anuais que constam com erros são retidas pelo leão e, portanto, suas respectivas restituições também são.

Além disso, para sair da malha fina é preciso corrigir sua Declaração de Imposto de Renda e pagar uma multa. 

Em casos extremos, caso você tenha a Declaração retida e não a corrija, pode ter o valor da sua multa dobrado e acabar com o CPF bloqueado, o que te impede de:

  • ocupar cargos públicos;
  • fazer financiamentos;
  • fazer movimentações bancárias;
  • e até, olha que tragédia, operar na Bolsa;
  • etc.

Chato, né? Evitar tudo isso é simples. Se você quer que essa burocracia toda seja descomplicada por um time de especialistas, clica aqui e fala com a minha equipe! A gente resolve seu IR de Bolsa completo para você.

Como o investidor pode evitar problemas com a Receita Federal? 

Em primeiro lugar, investidor, faça seus cálculos mensais! Esse é o primeiro passo para trilhar o caminho da tributação responsável. Através dos seus cálculos de Bolsa, você:

Para ficar de boa com a Receita Federal, não tem outro caminho. Afinal, ela está sempre de olho na sua variação patrimonial, e espera que você informe tudo para ela.

Leão de olho para jogar o investidor na malha fina

Outra coisa que não dá para deixar de fazer é entregar a Declaração Anual sem os dados de Bolsa. E mais: tem que informar tudo direitinho, porque se o leão notar qualquer inconsistência, é malha fina na certa. 

Para evitar qualquer desconfiança da parte do leão, é bom ficar de olho nesses pontos, que geram frequente fiscalização: 

  • Além de informar o resultado de todas as operações realizadas no ano, informar também os proventos recebidos e ações custodiadas em carteira em 31/12;
  • Não deixar de conferir, nunca, jamais, os CNPJs das empresas, porque essa informação é a maior causadora da malha fina.

É, investidor… Você tem que cumprir com suas obrigações fiscais. Pagar a DARF em dia, entregar a Declaração Anual dentro do prazo e informar tudo da maneira correta, são os pré requisitos necessários para manter um bom relacionamento com o leão. 

Se não cumprir com esses requisitos, vai acabar caindo na malha fina ou com o CPF pendente de regularização.

Caí na malha fina, e agora? 

Eu sei que ser pego pela Receita Federal parece um bicho de sete cabeças. Mas, se esse é o seu caso, respira fundo, se acalma e bora botar a mão na massa! 

Para fazer as pazes com o leão, virar amigo dele e sair da malha fina, você precisa corrigir sua Declaração Anual através da retificação. A Receita Federal te dá a até cinco anos para fazer isso, então sem enrolação e mãos à obra!

Leão de boa com o investidor depois que ele saiu da malha fina

Passa o pente fino, confere o que está errado, corrige e, por fim, paga a sua multa, caso esteja devendo algum imposto. Para ficar mais fácil, confere esse e-book 0800 que escrevi especialmente para você, que está precisando fazer as pazes com o leão. 

Se você for notificado e, ao cair na malha fina, acabar com o CPF pendente de regularização, o processo é o mesmo: corrige a Declaração e paga a multa. Depois disso, a Receita terá até cinco dias para regularizar sua situação. 

A malha fina dá medo, é verdade, mas sempre dá para corrigir. Melhor do que isso, só entregar tudo direitinho e manter uma boa relação com o leão. Para isso, você pode contar com a minha equipe! A gente resolve seu IR de Bolsa completo.

Alice Porto
Alice Porto Contadora da Bolsa
Alice Porto é graduada em Ciências Contábeis pela PUC Minas e tem 25 anos de experiência em gestão empresarial. Especializada em contabilidade para investidores da Bolsa de Valores, ela é fundadora do canal @contadoradabolsa e autora do livro "101 Perguntas e Respostas Sobre Tributação em Renda Variável".

Leia também