Investimentos no Exterior

NASDAQ e outras bolsas americanas: conheça suas obrigações como investidor

Alice Porto 06.08.2021 3 minutos de leitura
NASDAQ e outras bolsas americanas: conheça suas obrigações como investidor

Investir na gringolândia é uma maravilha. Afinal, movimentar em novos mercados e diversificar sua carteira é o caminho certo para prosperar na Bolsa de Valores. Mas não se esqueça: seja pela NASDAQ, ou em qualquer outra Bolsa,  se você investe, tem obrigações fiscais para cumprir. 

Caso não cumpra com suas obrigações, o Leão da Receita pode te pegar. Se você investe pela NASDAQ ou em outra bolsa norte-americana, fica comigo até o final desse artigo, porque eu vou te ensinar o passo a passo para ficar de boa com a Receita Federal.

Ah, e de quebra, vou te dar um presente gratuito e completo, para que você possa ser capaz de resolver seu próprio IR da Bolsa gringa. 

O que é NASDAQ?

A sigla NASDAQ significa National Association of Securities Dealers Automated Quotations ou Associação Nacional de Corretores de Títulos de Cotações Automáticas, que é uma das muitas Bolsas de Valores dos Estados Unidos e a segunda maior do mundo, perdendo apenas para a NYSE, também norte-americana. 

A Bolsa foi fundada em 1971 e, desde o seu início, foi pensada para empresas de tecnologia, com negociações transparentes e métodos avançados. 

Investir pela NASDAQ é investir no campo tecnológico, como o da informática, telecomunicações, eletrônica e biotecnologia, visto que esse é o seu principal nicho. 

Empresas listadas na NASDAQ: quais são?

São muitas as empresas que recebem investimentos através da NASDAQ. As principais empresas voltadas para tecnologia que você conhece provavelmente estão nessa lista.

Para ficar mais fácil, separei uma listinha com alguns nomes que você provavelmente conhece:

  • Netflix
  • Adobe
  • PepsiCo
  • Facebook
  • Amazon
  • Apple
  • Microsoft
  • Intel
  • PayPal
Alice e empresas listadas na NASDAQ

E a lista de empresas listadas na NASDAQ ainda vai longe. O mercado gringo é bem variado e, se você pensa em investir na gringolândia, pode acreditar em mim: não vão faltar opções.

Mas como eu disse lá no início, para investir pela Bolsa de Valores, seja ela qual for, você precisa ter responsabilidade e cumprir com suas obrigações fiscais.

Para te ajudar nessa missão, estou te dando de presente esse e-book completo e gratuito, para você saber tudo o que for preciso para resolver seu IR de Bolsa dos Estados Unidos. 

Bolsa de valores americana: quais são minhas obrigações de investidor? 

Assim como no Brasil, o investidor da Bolsa de Valores americana também precisa cumprir algumas obrigações fiscais. 

As principais “regras de boa conduta” do investidor de Bolsa são:

  • separar toda a documentação ao final de cada mês (informes, extratos e notas de corretagem);
  • em seguida, fazer os cálculos mensais para, além de ter maior controle sobre suas movimentações, ser capaz de pagar impostos e informar resultados na Declaração Anual;
  • pagar suas DARFs, sempre que for necessário para, portanto, não pagar juros e multa;
  • entregar a Declaração Anual com as informações corretas e completas, quando chegar a hora.

Eu sei que cumprir com todas essas obrigações não é fácil. Pensando nisso, eu e minha contabilidade criamos um plano de assessoria para que você, que investe na Bolsa gringa e não tem tempo de fazer o próprio IR, possa ficar no que mais importa: seus investimentos e sua família.

Clicando aqui, você fala com o meu time para que nós resolvamos seu IR de Bolsa completo. 

Investir pela NASDAQ ou em qualquer outra Bolsa gringa não precisa ser um bicho de sete cabeças. Afinal, tributação não é difícil, só é detalhada. E para cada passo eu estou aqui para te ajudar. 

Alice Porto
Alice Porto Contadora da Bolsa
Alice Porto é graduada em Ciências Contábeis pela PUC Minas e tem 25 anos de experiência em gestão empresarial. Especializada em contabilidade para investidores da Bolsa de Valores, ela é fundadora do canal @contadoradabolsa e autora do livro "101 Perguntas e Respostas Sobre Tributação em Renda Variável".

Leia também