Declaração Anual

Prazo para declaração de Imposto de Renda: o que o investidor precisa saber

Alice Porto 19.04.2021 3 minutos de leitura
Prazo para declaração de Imposto de Renda: o que o investidor precisa saber

Se você me acompanha já tem algum tempo, sabe que se investiu R$1,00 na Bolsa de Valores, precisa ficar atento às suas obrigações tributárias. Ou seja: entre outras coisas, você deve estar sempre atento ao prazo para declaração de Imposto de Renda. 

Mas é como eu sempre digo, a tributação de Bolsa não é difícil, só é detalhada. Então se você quer saber mais sobre o prazo para declaração de Imposto de Renda, vem com a Contadora da Bolsa que eu te ensino!

Prazo para declaração de Imposto de Renda: qual é e por que é importante? 

A sua Declaração deve ser entregue no ano seguinte às suas movimentações. Ou seja, se você deseja declarar suas movimentações referentes ao ano de 2020, baixe o programa IRPF2021, e assim respectivamente.

O leão libera o programa no início de março e você tem, normalmente, até o último dia de abril para preencher e entregar sua Declaração Anual. Chegou em abril e ainda nem começou a preencher? Corre! 

Alice Porto correndo atrás do prazo para entrega da declaração de imposto de renda, fugindo do leão.

Mas atenção, heim, investidor! A Declaração Anual só precisa ser entregue entre março e abril, mas seus cálculos devem ser feitos mensalmente. Caso contrário, você vai se enrolar todo no período de declarar.

Já pensou ter que correr atrás de toda a documentação e cálculos em cima da hora? Aí não, né?!

O que acontece se eu entregar o meu Imposto de Renda atrasado? 

Se, de tudo o que eu te falo por aqui, você não absorveu absolutamente nada, decora pelo menos isso: se investiu R$1,00 na Bolsa, tem que entregar a Declaração Anual!

Entregar o IRPF em atraso ou deixar de entregar, meu amigo investidor, significa se enrascar com o leão da Receita Federal. E isso a gente não quer, não é mesmo? 

O leão não perdoa e, além de cair na malha fina, você pode ter o CPF bloqueado, o que te impede de:

  • tirar ou renovar o passaporte;
  • fazer empréstimos ou financiamentos;
  • fazer movimentações bancárias;
  • comprar com cartão de crédito;
  • etc.

Chato, né? E além de tudo isso, você ainda vai ter que lidar com a inevitável multa cobrada pela Receita Federal.

Multa IR: de quanto é e como calcular?

Caso você perca o prazo para declarar Imposto de Renda, será necessário pagar uma multa mínima de R$165,74. 

Mas atenção: caso tenha imposto em atraso, será calculado sobre ele uma multa de 1% ao mês, com máximo de 20%. Então vê se deixa suas DARFs em dia, hein?

Além disso, se não pagar a multa dentro do prazo estabelecido, sofre juros proporcionais à taxa Selic.

Meu conselho para você? Entrega a Declaração em dia! Afinal, para que passar por esse problemão todo? 

Alice Porto pagando multas ao leão, por perder o prazo para entrega da declaração de imposto de renda.

Imposto de Renda atrasado: como resolver? 

O primeiro passo para resolver o Imposto de Renda atrasado é recolher todas as documentações necessárias e botar a mão na massa. Ou seja: você precisará colocar seus cálculos atrasados em dia.

Depois de ter seus documentos e resultados em mãos, você deve baixar o programa IRPF referente ao ano da sua Declaração e entregar em atraso. 

Após a entrega será cobrada uma multa e, depois de paga, tudo pronto! Você está livre dessa pendência, ufa! 

Alice Porto aliviada por entregar a Declaração dentro do prazo para entrega da declaração de imposto de renda.

Agora que você sabe tudo sobre o prazo para declaração de Imposto de Renda, uma coisa ficou clara: o que vale mesmo é entregar em dia! Então se joga nos seus cálculos e fica atento ao calendário, investidor! 

Alice Porto
Alice Porto Contadora da Bolsa
Alice Porto é graduada em Ciências Contábeis pela PUC Minas e tem 25 anos de experiência em gestão empresarial. Especializada em contabilidade para investidores da Bolsa de Valores, ela é fundadora do canal @contadoradabolsa e autora do livro "101 Perguntas e Respostas Sobre Tributação em Renda Variável".

Leia também